sexta-feira, 11 de abril de 2008

quarta-feira, 9 de abril de 2008

Black Letal Charger


Ford Shelby GT500 KR





Mustang Shelby GT500KR 2008, o Mustang mais potente de todos os tempos. A inspiração do novo modelo é o legendário Shelby Cobra GT500KR (o KR vem de King of the Road, rei da estrada, em inglês), criado pelo piloto e construtor Carrol Shelby em 1968. A nova versão é equipada com um V8 de 540 cv, extraídos do motor original através de mudanças na programação da injeção e ignição e de uma nova entrada de ar.

Nem parece, mas foi inspirada na antiga série Super Máquina, que já era show na época (1982), o Knight 2000, vulgo K.I.T.T.

O mais incrível, é que muitas coisas que o carro tinha na época, como vidro e lataria a prova de balas, sensores que fechavam o vidro e abriam as portas, GPS etc, hoje são comuns em carros de luxo, o que aparentemente era ficção, tornou-se realidade.







Anderson Barros


Acura RSX A-Spec concept 2005




Marcos TSO GT2 (2005)


O fabricante britânico Marcos revelou o novo TSO GT2 coupe em Londres, no Motoexpo que decorre em Canary Wharf. O GT2 vem equipado com um motor V8 de 475 cavalos de potência e pesa apenas 1150 quilogramas, podendo acelerar dos 0 aos 100 km/h em apenas 4 segundos, atingindo os 160 km/h em 9 segundos. A velocidade máxima é de 297 km/h. Com uma distribuição de peso de 50/50, o novo Marcos TSO GT2 promete um excelente comportamento em estrada, sendo aprimorado com a suspensão Sports Package, ou amaciado com o Touring Package.
fonte : autohoje

Saab Aero X concept 2006


Peugeot 4002 comcept 2003


terça-feira, 8 de abril de 2008

Alfa Romeu 8c Spider


Alfa Romeu 75 1.8i turbo (1987)


Monster Truck


Esta belezinha é brinquedo para gente grande, scala 1/8, motor a gasolina por apenas $ 274,95 dólares, vai encarar?

domingo, 6 de abril de 2008

Tesla Roadster, um carro elétrico, começa a ser produzido no Reino Unido







A produção de um dos esportivos mais fantásticos do mundo começou neste mês. E todas as unidades que possam vir a ser produzidas em 2008 já estão vendidas. Este fenômeno se chama Tesla Roadster, acelera de 0 a 100 km/h em menos de 4 s e chega à máxima de 200 km/h. Pode não parecer muito, mas, considerando que o Roadster é um carro totalmente elétrico, a marca é mais do que significativa. Mais do que tudo, mostra que ser ambientalmente correto não necessariamente é algo chato. Pelo contrário.O Tesla Roaster é o primeiro modelo da marca, cujo nome homenageia um dos gênios da eletricidade, Nikola Tesla, que, como acontece a muitos gênios, morreu na miséria aos 86 anos, em 1943. Tesla foi o inventor da corrente alternada (AC), contrariando outro gênio, Thomas Alva Edison, que se empenhou em desacreditar o inventor sérvio para popularizar seus sistemas de corrente contínua (DC). Um dos motivos para a homenagem é que foi a corrente alternada que permitiu ao Roadster ser um carro tão extraordinário.O sistema que a Tesla inventou, chamado de “AC Propulsion Reductive Charging”, permite que as baterias do carro sejam completamente carregadas em apenas 3h30, em qualquer tomada. Isso para uma autonomia de mais de 350 km. Além disso, o carro reaproveita a energia usada em frenagens e conta com um conjunto de baterias de íons de lítio. Além de leves, elas não têm memória (não é preciso esperar que elas descarreguem completamente antes de recarregar), são recicláveis e muito mais limpas que as convencionais, uma vez que podem ser jogadas fora em lixo comum. De todo modo, as do Tesla Roadster só perdem sua qualidade máxima depois de 160 mil km. Para que tenham efetivamente de ser trocadas, a distância é muito maior.


Apesar de ser uma empresa norte-americana, a Tesla entregou a montagem de seus carros a uma especialista em esportivos, a Lotus, daí eles serem fabricados no Reino Unido. Todos os sistemas elétricos, entretanto, são de responsabilidade da Tesla.O motor elétrico do Roadster desenvolve 250 cv e gira que é uma beleza: a faixa vermelha começa nos 13.000 rpm! O torque, de mais de 250 Nm (bom, para um carro de 1.220 kg), está, segundo a empresa, 100% presente 100% do tempo, ou seja, se você acelerar o carro a 160 km/h, o carro reage como se estivesse parado e pronto para ser acelerado. Um dos modos de apresentar o Roadster a possíveis compradores, aliás, é uma “sacanagenzinha” das boas: o vendedor pede ao comprador que ligue o rádio e acelera o carro. Nenhum cliente consegue alcançar os botões, pela força da aceleração do carro. No chavão cheio de sentido da imprensa automotiva: o Tesla cola o passageiro no banco ao acelerar.
A eficiência energética de um veículo elétrico, como já ficou provado com o Lumeneo Smera, é muito superior à de um automóvel a gasolina. Se não fosse assim, o Tesla Roadster não seria capaz de um consumo de energia equivalente a 57 km/l. É bem menos do que o urbanino francês consegue, mas não deixa de ser um número excelente para um carro que acelera como este.Ser ecologicamente correto pode não ser nem um pouco chato, como o Roadster deve provar a quem tem a chance de dirigi-lo, mas continua a ser um negócio muito caro. Nos EUA, o primeiro modelo da Tesla custa US$ 98 mil, cerca de R$ 170 mil. Para os ricos padrões brasileiros, nos quais um Toyota Corolla, aqui, custa o equivalente a 2,3 vezes o preço pago pelos pobres norte-americanos, talvez o esportivo nem pareça tão caro assim... Pena que a chance de ele ser vendido aqui seja bastante remota.
fonte: Webmotors